Portugal

A caminho da próxima geração no Panamá

A caminho da próxima geração no Panamá

Considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, o Canal do Panamá é uma das grandes ligações de transporte que conta com a tecnologia Bosch Rexroth.
Como o próprio nome sugere, o Canal do Panamá corta o Panamá, país que está mais ao sul da América Central. Mais de metade da população do Panamá reside nas imediações da capital – a Cidade do Panamá, onde se encontra a entrada do famoso canal. Quando o canal foi aberto em 1914, teve grande impacto sobre o comércio marítimo, pois significava que as embarcações não precisavam enfrentar a agitação marítima ao longo do Cabo Horn. Os navios entram por um dos lados, são elevados a 26 metros por um sistema de eclusas e saem do outro lado do canal, após atravessarem 82 quilómetros de extensão. O sistema hidráulico Bosch Rexroth veio substituir as vias mecânicas originais nos sistemas que operam as portas maciças de bloqueio da eclusa, melhorando a sua eficiência e a funcionalidade. No âmbito da celebração do centenário do canal este ano, a tecnologia Bosch Rexroth foi mais uma vez convidada a fornecer o seu sistema hidráulico para a construção da sua expansão. Serão instaladas novas eclusas que acomodarão as embarcações da frota mercante mundial que, atualmente, ultrapassam as dimensões desejáveis para o canal.

Mais embarcações. Melhor a gestão da água.

Sabia que?

Mais embarcações. Melhor a gestão da água.

As novas eclusas do Canal do Panamá, desenvolvidas pela Bosch Rexroth irão:

1. reduzir o consumo de água em 7% quando comparado com as eclusas existentes.

2. garantir que o abastecimento regional de água seja conservado de maneira sustentável